Pecado capital

Cervantes anda por ali completamente abandonado. Há mais de uma semana que o meu querido D. Quixote de La Mancha está  à espera que eu mude de página para acabar de explicar ao pobre Sancho  que isto de ser cavaleiro dá trabalho e que “é preciso andar pelo mundo, como a ser postos à prova, buscando as aventuras para que, acabando algumas, se consiga nome e fama tais que, quando se for à corte de algum monarca, já se seja um cavaleiro conhecido pelas suas obras; (…)”.

Arundhati Roy e o seu Deus das Pequenas Coisas também não têm melhor sorte. Já há uns dias que não avanço mais de cinco páginas. Diz ela nas últimas frases que li: “É verdade. Tudo pode mudar um dia”. E pode. Portanto, pode ser que o pouco que me falta para saber como é que, afinal, a pequena Sophie Mol morreu, seja lido em breve.

A História do Pós-Guerra lá anda, às vezes lenta outras vezes parada.

[Chama-se preguiça e dizem que é pecado]

Anúncios

3 comentários

Filed under Uncategorized

3 responses to “Pecado capital

  1. Mariana

    Eu acabei o “Fúria Divina” e tive pesadelos com bombas nucleares :-(

    Disseram-me que o ultimo de Isabel Allende era bom, hmm… Mais sugestões?

    *

  2. Andreia

    Se o “teu” padre soubesse disso não ia gostar não. Lol

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s