Daquele génio de ar franzino, com óculos pretos

Manhattan (1979) directed by Woody Allen

Tracy: I’ll be back in six months.

Isaac: Six months are you kidding? Six months you’re gonna go for?

Tracy: We’ve gone this long, well what’s six months if we still love each other?

Isaac: Hey don’t be so mature okay? Six months is a long time! Six months, you know you’re going to be in working in a theater there, you’ll be working with actors and directors, you’ll go to rehearsal, you’ll hang out with those people, you’ll have lunch a lot, before you know it attachments form you know. You don’t want to get into that- you’ll change you know you’ll be in – in six months you’ll be a completely different person.

Tracy: Well don’t you want me to have that experience? I mean a while ago you made such a convincing case.

Isaac: Well yeah of course I do but you know, I- I just don’t want that thing I like about you to change.

Tracy: I’ve got to make a plane.

Isaac: C’mon you don’t, c’mon you don’t have to go.

Tracy: Why couldn’t you have brought this up last week!… Six months isn’t so long… not everyone gets corrupted,you have to have a little faith in people.

[Provavelmente, “O” filme de W. Allen]
Anúncios

3 comentários

Filed under Uncategorized

3 responses to “Daquele génio de ar franzino, com óculos pretos

  1. Não posso concordar contigo. São dois filmes diferentes, obviamente os dois ao estilo de Allen, mas ainda assim diferentes. A história é não é a mesma, os actores não são os mesmos e o desenlace dos filmes também não é igual. Como ambos os argumentos foram escritos nos anos 70, é possível que haja uma certa proximidade, mas não acho que seja isso que diminui a qualidade dos filmes.
    Pessoalmente, gostei de Whatever Works, mas não me fascinou, não me dá vontade de comprar e rever. Já Manhattan, é daqueles que acho que vale mesmo a pena, bem como Annie Hall.
    Gostava de perceber mais de cinema e de Allen para me poder explicar melhor.
    Ah, e sim, é uma das melhores cenas do filme, mas a par com tantas outras. Como por exemplo a cena em que ele está deitado no sofá a pensar “why is life worth living?”.

  2. Andreia

    Vi ontem esse filme. Confesso que não gostei. Mas eu sei porque razão. Tudo o que é Woody Allen está lá, mas devia ter visto “Manhattan” primeiro do que “Tudo pode dar certo”. Porque acabei por ver o quão parecidos eles são e eu não gosto lá muito de repetições. Não fica bem, sobretudo num realizador como ele. No entanto, essa cena é talvez a melhor do filme, e é uma bela maneira de ele terminar :)

  3. Pedro

    Adoro essa cena. :)*

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s