Contas de cabeça

Parecia que tinha tomado dois cafés no dia anterior ao grande dia. Nunca conseguia dormir em condições porque já andava a contar os dias há mais ou menos um mês.

Quando somos pequeninos é assim, o dia de aniversário é o dia mais aguardado do ano, só compete com a véspera de Natal. Temos atenção redobrada, telefonemas de longe, o presente especial. O facto de ficar mais velha nunca me entusiasmou especialmente, nunca tive pressa para crescer, mas ficava feliz por passar a ter mais um ano, afinal de contas sempre dava um certo estatuto. Bem, a mim não especialmente, porque sempre fui uma das mais novas nas turmas da escola. Mas enfim, era o meu aniversário.

Depois crescemos. A mim, o acontecimento já deixou de me tirar o sono há alguns anos e  não acho que isso seja bom. Perde-se o encanto do Natal, do aniversário, do Carnaval e depois o quê que sobra?

Anúncios

3 comentários

Filed under Uncategorized

3 responses to “Contas de cabeça

  1. Pedro

    Sobram os dias que não são ocasiões especiais e que, por isso, tornam a atenção dos amigos uma coisa especial.

    Beijinho*

    • Filipa.

      temos de ser muito imaginativos e improvisar sempre ocasiões especiais…

      ou então, podes sempre pensar, que por 20 dias serás sempre “a mais velha” ;)

  2. sobra o Abraço dos Amigos, que ficam felizes por poderem celebrar mais um ano contigo e dar as boas-vindas ao que se inicia. (:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s